Com as notícias diárias de terremotos, tornados, substâncias contaminadas, colapsos econômicos das empresas e dos países, levantes globais, etc., como muitas empresas perceberam o pouco que sabem sobre suas próprias cadeias de suprimentos.

No esforço de atender às necessidades dos clientes nesse meio, as empresas transformaram inadvertidamente suas cadeias em redes de trabalho complicadas que devem ser primeiro compreendidas antes que os esforços para simplificação e aumento da resiliência sejam tomados.

Muitas cadeias de hoje são bastante complexas, abrangendo múltiplos países e organizações e estão em constante fluxo. A necessidade de custos mais baixos levou muitas empresas a adotar estratégias de terceirização globais que podem não considerar inteiramente todos os impactos.

About the author